Confit de Canard aux Pommes Sarladaises

IMG_3185

O confit é uma conserva de pato cozido lentamente em sua própria gordura, uma técnica antiga da época que não havia refrigeração.

Aqui, preparamos o confit a partir do pato fresco e o servimos em um prato exatamente como no sudoeste da França, particularmente na cidade de Sarlat-le-Canèda, acompanhado de pommes sarladaises, batatas sautée na própria gordura do confit mais salsinha e deliciosas trufas!

INGREDIENTES, 2 porções:

Confit de Canard:

2 coxas e sobrecoxas de pato 1

5 dentes de alho, descascados e levemente amassados

1 colher de sopa de sal marinho, preferivelmente grosso

12 raminhos de tomilho fresco

3 folhas de louro, quebradas no meio

1 colher de sobremesa de grãos de pimenta do reino, quebradas

Óleo vegetal 2

Pommes Sarladaises:

2 batatas grandes e maduras, de preferência bintje ou baraka, descascadas e cortadas em cubos de 1,5 cm

Gordura do confit

1 colher de sopa de salsinha picada

1 colher de sobremesa de azeite de trufas ou trufas frescas fatiadas 3

PREPARO:

Confit de Canard:

Temperar as coxas e sobrecoxas de pato com sal, 3 dentes de alho, pimenta do reino, 8 raminhos de tomilho e 2 folhas  de louro, distribuindo por toda a superfície. Colocar em um recipiente com um peso em cima4, deixando na geladeira por 48 horas.

IMG_3761

Retirar e remover todo o tempero da superfície usando papel toalha. Colocar em uma panela, cobrir com óleo vegetal e adicionar 1 dente de alho, 4 ramos de tomilho e 1 folha de louro.

IMG_3762

Cozinhar lentamente por 4 horas em fogo muito brando em panela tampada. A temperatura deve ser baixa o suficiente para não formar mais do que pequenas bolhas. Usar uma placa difusora ou um fogão elétrico ajustado para o mínimo.

Retirar e esfriar. Colocar os pedaços de confit em um recipiente com tampa. Coar a gordura sobre eles, cobrindo completamente. Guardar em geladeira. Conserva por várias semanas.

Para servir o confit, retirar os pedaços e sauté em um pouco da própria gordura até dourar e ficar com a pele crocante. Pode-se, também, colocar em um forno quente ou na churrasqueira.

Pommes Sarladaises:

Aquecer um pouco de gordura do confit em uma frigideira anti-aderente. Colocar as batatas em uma só camada e sautée até dourar. Retirar para um papel absorvente, adicionar sal, salsinha e, se usar, o azeite de trufas. Servir com o confit grelhado.

Vinhos:

O acompanhamento perfeito são os tintos do sudoeste da França, especialmente o Cahors que é da região – este é um vinho de uvas Malbec mas bem distinto dos mais conhecidos argentinos. Também um Syrah ou um Merlot acompanham bem. Vinhos de Bordeaux também são da região e acompanham bem e tantos outros do novo mundo nesse estilo.

Notas:

  1. O pato para confitar é daqueles que engordam bem. Encontram-se aqui no Brasil para a produção de foie gras. Em geral são da raça Moulard, mas há outras. Normalmente, o confit é preparado com a coxa e sobrecoxa, carnes mais musculosas. Pode-se prepará-lo com o peito também, se desejar, mas em geral o peito é melhor utilizado para o delicioso magret de canard, preparado com a gordura crocante e a carne mal passada.
  2. Óleo vegetal produz bons resultados e é mais prático, mas o ideal é confitar na própria gordura do pato. É um tanto trabalhoso prepará-la, mas os resultados são ainda melhores, especialmente as batatas sautée na gordura que advém do processo do confit. Usar a parte gorda de um pato (peles, etc.), cobrir com água e cozinhar lentamente em fogo muito baixo até separar a gordura, com cuidado para não deixar dourar. Coar e clarificar a gordura resultante para remover as impurezas, aquecendo em banho maria até os resíduos separarem. Remover e descartar a crosta superior e decantar a gordura, descartando os resíduos que ficaram em baixo. O resultado será  uma gordura pura e límpida.
  3. Esta região do sudoeste francês é também conhecida pela produção de trufas negras. Estando na época, as pommes sarladaises costumam ser bem complementadas por deliciosas fatias de trufas frescas! Se tiver algumas, por que não utilizá-las nesta receita? Senão, um azeite de trufas irá proporcionar o aroma que estamos procurando.
  4. Pode-se utilizar duas formas de vidro ou cerâmica idênticas (não usar alumínio). Colocar o preparo em uma forma, cobrir com plástico e a outra forma em cima, encaixando, e sobre a forma de cima uma lata pesada.
Anúncios

4 comentários em “Confit de Canard aux Pommes Sarladaises

  1. tonyvalente7 disse:

    Só esxqueci de dizer que como saí de São Paulo há alguns anos, pode ser que a referência acima não mais seja válida. Mas…

    Curtir

    • Limão Kaffir disse:

      Tony, o website deles está fora do ar e o telefone temporariamente desligado. Talvez tenham encerrado as operações. Abs T

      Curtir

  2. tonyvalente7 disse:

    Caríssimo Tarcísio, provavelmente você sabe disso, mas just in case, há um local em São Paulo que vende gordura de pato já limpa e clarificada, congelada em sacos de 500 g. É na Carneiro & Cia. , que fica na Barão de Capanema (30 m. do D.O.M. do Alex Atala). Concordo que o óleo vegetal produz bons resultados, todavia, como vc mesmo falou, se feito na própria gordura do pato fica mais saboroso. Agora… achar trufas negras …. não sei onde. Um abração!

    Curtir

    • Limão Kaffir disse:

      Tony, obrigado pela boa dica – V. já havia me falado sobre a Carneiro & Cia na penúltima vez em Ubatuba e que lá se encontra a gordura de pato pronta, que não se encontra em nenhum outro lugar, e que é o melhor. Mas não fui lá ainda. Trufas negras aparecem aqui na época, em geral o outono da Europa, a preços exorbitantes. Hâ produtores de trufas no Chile e na Argentina (trufas de Borgonha), mas não chegam aqui. O azeite de trufas é fácil de encontrar e um bom substituto, Abraços!

      Curtir

Os comentários estão desativados.